deputado Chico Viglante Deputado Ricardo Vale Deputado Wasny de Roure

Mesmo com Sistema Integrado de Gestão Governamental (SIGGO), apontando no dia de ontem (2), um saldo de mais de R$ 2 bilhões de reais, o governo do Distrito Federal atrasou novamente o pagamento do 13º salário dos professores que fazem aniversário no mês de junho.

Segundo o Sinpro-DF, uma mensagem divulgada pela Secretaria de Fazenda diz que o pagamento que deveria sair logo no início de julho (5º dia útil), será postergado para o próximo dia 13 de julho, prejudicando assim, os trabalhadores com compromissos agendados.

Para a secretária de finanças do Sinpro-DF, Rosilene Corrêa, o GDF dá mais uma demonstração de desrespeito com os trabalhadores da educação.

“Já sofremos este tipo de atraso no início do ano, enquanto o GDF alegava falta de recursos, que logo foi desmentida pelo Tribunal de Contas do DF”, apontou a sindicalista.

Rosilene ressaltou ainda, que esta medida do governo, pode resultar na inadimplência dos trabalhadores, tendo em vista que os mesmos, não poderão honrar seus compromissos.

Já Chico Vigilante, reforçou que o GDF tem dinheiro em caixa. O que realmente falta, é gestão sobre os recursos.

“No mês de aniversário dos professores, o presente que o GDF dá para eles é o atraso no pagamento dos seus direitos”, disparou o parlamentar.

SIGGO – O saldo exato do GDF nesta quinta-feira, 2 de julho, era de: R$ 2.053.933.947,62. Em poucas palavras, o dinheiro para normalizar o pagamento dos professores existe. Chico Vigilante defendeu ainda, que o governo Rollemberg abra os dados do SIGGO para a população.

Concursados – Atualmente, existem 1800 vagas para professores e orientadores que estão sendo ocupadas indevidamente. No Plenário da CLDF, Chico Vigilante exigiu a nomeação imediata dos concursados.

Fonte: Marcos Paulo Lima / Assessoria do deputado Chico Vigilante

Informativo dos distritais

Receba o informativo do Distritais do PT
Please wait

Facebook

Dep. Chico Vigilante

Dep. Wasny de Roure

Dep. Ricardo Vale